A independência judicial de magistrados lusófonos e os desafios com a pandemia.

Assesoria de Comunicação, 06.09.2021

Presidente da União Internacional dos Juízes de Língua Portuguesa, o Juíz Moçambicano Carlos Pedro Mondlane, fala sobre a independência judicial de magistrados lusófonos e os desafios com a pandemia na Radio AM630 – JUSTIÇA PARA TODOS – Associação dos Magistrados do Paraná – AMAPAR

Juiz de Direito em Moçambique, país que tem 30 milhões de habitantes, e cerca de 400 magistrados, Carlos Pedro Mondlane, presidente da União Internacional dos Juízes de Língua Portuguesa (UIJLP), é o convidado desta edição do Programa Justiça Para Todos. O magistrado falou sobre as ações da entidade que congrega as associações nacionais de magistrados de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. E a importância de manter os vínculos afetivos, culturais e profissionais entre a magistratura que tem o português como língua oficial. Carlos Mondlane ressalta a importância de um sistema jurídico que proporcione independência e sustentação para que seus juízes garantam o acesso à justiça e ao que é considerado o mais essencial na construção de um país justo e solidário, a defesa pelos Direitos Humanos.  Confira aqui a entrevista na integra.

 * Por Patricia Armentano

Radio AMAPAR JUSTIÇA PARA TODOS – Clique Aqui e Acesse

Rua Ivone Silva, nº 6, Lote 4 , 19º Dtº do Edifício Arcis - Lisboa - Portugal